nav_bar_left Início arrow Papéis de parede
 
Menu Principal
Início
Perfil
Serviços
Vídeos
Raças
Cão do Mês
Notícias
Papéis de parede
Procurar
Cadastre-se
Contato
Serviços
Adestramento
Passeio com cães
Dog Sitter
Cão do mês
Login





Esqueçeu a senha?
Sem conta? Criar Conta!
 
 
 
 
Administrador
Estatísticas
Visitas: 1926929
Curiosidades...
Os cães selvagens que vivem em matilhas na Austrália são chamados Dingos.
 

Como fazer seu cão se comportar bem com as visitas PDF Imprimir E-mail

Sei que pode não ser algo legal de se dizer, mas seus amigos podem arruinar todo o treinamento que você faz com o seu cachorro. As visitas podem “estragar” o comportamento de um filhote ou até de um cão adulto, podem assustá-lo,  ensinar maus hábitos, e mais, podem transformar o comportamento do seu cachorro mesmo depois de irem embora.

As visitas podem gerar problemas mesmo sem se dar conta. Mesmo os amigos que são "amantes de cães" podem causar problemas. Eles podem dizer: "Oh, é tão adorável, não nos incomoda que pule em nós." Sim, talvez não importe agora, mas talvez ele se torne um cão com mais de 50 quilos em seis meses, ou esteja com as patas sujas após um dia de chuva, ou sua mãe vive com você e não tem muita estabilidade devido à idade. Por isso, não queremos que pule!

 Alguns convidados vão dizer: "Está tudo bem, nós amamos cães, ele está só brincando". Então começam a agitá-lo demais e fazem o cão ficar super excitado de forma que muitas vezes o animal começa a correr pela casa como um louco. Em pouco tempo os objetos da casa estarão em  perigo. Em poucos segundos, o seu cão se transforma num animal irreconhecível e seus convidados estarão lhe ensinando (mesmo sem perceber) que esses maus comportamentos pela casa são coisas aceitáveis. Em casos como este o que vamos fazer? A maioria de nós sorri com raiva e vergonha, porque nós queremos dizer-lhes para pararem ... mas são convidados.

Faça a si mesmo e ao seu cachorro um favor. Diga-lhes - educadamente - que está trabalhando em sua obediência e comportamento, e que por isso irá colocar o cachorro em sua casinha,  canil ou em algum local separado, até que ele tenha aprendido a se tornar comportado na presença de visitas..

 Outra situação seria o contrário. Pode acontecer que seus convidados não gostem de cães ou  podem até ter medo deles. Eles preferem não ser cumprimentados por seu cachorro. Ao demonstrar esse nervosismo podem criar comportamentos indesejados. O cachorro vai reconhecer a linguagem corporal ou o cheiro do medo e poderá ficar inseguro, às vezes até mesmo dando um latido de incerteza, querendo afastar do seu redor esse “novo ser” que vem trazer desequilíbrio para seu lar. Tais comportamentos podem piorar se ficarmos bravos com os nossos convidados, e frustrados com o cachorro. Quando isso acontece, nós não estamos no controle nem do cachorro e nem de nós mesmos, e  é aí quando cometemos erros.

Mesmo se você tem um cachorro que se comporta bem e convidados que se comportam bem também, podem sugir problemas. Quando temos um cachorro bonito com comportamentos adoráveis, tentamos mostrar para os amigos que vêm nos visitar. A socialização com pessoas novas é bom para o cachorro. No entanto, mais uma vez, temos de considerar que existem alguns riscos.

Quando nossos amigos estão presentes queremos que nosso cachorro se comporte perfeitamente, mas os mesmos amigos são muitas vezes uma grande perturbação para o animal. O cão pode se sentir intimidado, nervoso, excitado ou cauteloso. Na verdade, provavelmente não se comportará em nada da maneira que você pensava que seria. Nesta situação, tentar controlá-lo pode criar outros comportamentos indesejados.

Lide com segurança com o seu cachorro quando você tem convidados. Mantenha o controle e ajude-o a aprender a ser paciente e manter a calma. Uma guia e uma caixa de transporte são excelentes ferramentas para serem usadas. O cachorro deve entender que os convidados vêm para visitar você e ele está lá para ser saudado quando você convidar. Treine seus convidados para que eles não o tornem o centro das atenções assim que chegarem e peça simplesmente que eles o ignorem num primeiro momento. Diga a eles que não olhem, não toquem, não falem com seu cachorro quando chegarem a sua casa. Caso contrário, ele será recompensado por seu entusiasmo, seus saltos e saudações geralmente bruscas.

Se um cão não consegue se controlar, mesmo quando está com a guia, deixe-o no seu canil ou num local que ele se sinta seguro quando pessoas vierem visitá-lo, ou melhor ainda, antes deles chegarem, espere que ele se acalme, antes de permitir o contato com os convidados. Quando estiver calmo, leve-o na guia e ensine-o a cumprimentar os convidados sentando educadamente. Se começar a ficar agitado, afaste-o novamente e só vá permitindo chegar perto das pessoas quando ficar calmo, para que seu cão posso associar que só quando ele não está agitado é que poderá se aproximar de seus convidados. Uma dica boa para ter sucesso nessa tarefa é realizar uma caminhada vigorosa, de 40 minutos à uma hora, com seu melhor amigo antes de receber visitantes. Sem dúvida ele ficará mais cansado e menos disposto a causar inconvenientes.

Quando houver aprendido a arte de cumprimentar  os convidados, certifique-se de manter esses hábitos, caso contrário o cão pode ter um regresso e aprender mais uma vez que quando os hóspedes chegam ele pode desobedecer. Um cão que recebe os hóspedes educadamente e se comporta bem em casa quando os convidados estão presentes é um cão que você vai ter orgulho e que suas visitas vão admirar.

 

 

Autor: Leandro Rateke Ramos

Especialista em Comportamento Canino

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
Enquete
Qual destes problemas de comportamento você gostaria de eliminar em seu cão:
 
Redes Sociais

 

Adaptado por CHAG Soluções Web